Adriana Arydes

Adriana Arydes retorna ao Palco do ComVocação se apresentando no segundo dia da Festa.

A história de Adriana com o canto começou aos 7 anos de idade, tocando nas missas da capelinha de São Bom Jesus, na cidade natal, Cruzeiro (SP). Ela lembra que, naquela época, não havia música na missa. “Minha mãe me colocou na aula de violão para que eu e ela assumíssemos a música nas missas do domingo às 10h da manhã”, conta.
Mãe e filha tocaram nas celebrações até que a professora de violão montou um coral de crianças, do qual Adriana participou durante vários anos. Na adolescência, entrou para o grupo de jovens e passou a fazer parte da banda que animava as reuniões.

Em 1982, começou a participar dos Rebanhões, em Cruzeiro, realizados pelo Padre Jonas Abib e a Comunidade Canção Nova. “Todos os dias, durante o encontro, eu ficava pendurada na beirada do palco, vendo os músicos tocar as músicas novas. Eu queria pegar as cifras e logo depois já saber tocar as músicas inéditas. Além disso, aproveitava para pegar uns autógrafos”, lembra.

Esses foram os primeiros contatos de Adriana com o padre Jonas, ao lado de quem, 12 anos depois, iniciaria a carreira de maneira mais profissional. Em 1994, a cantora passou a fazer parte da Banda Canção Nova, com a qual animou os primeiros acampamentos, missas e quintas-feiras de adoração da Canção Nova.

Nessa época, pela primeira vez entrou profissionalmente num estúdio, para gravar o LP “Deus Existe”, primeiro trabalho da banda Canção Nova. Nesse período, também gravava backing vocals para os discos da gravadora Codimuc. “Gravei muito com eles, até que, em 1998, a banda Canção Nova acabou. No ano seguinte, fui convidada a lançar meu primeiro CD solo pela Codimuc”, lembra.

Discografia:

Reencontro – 1999
Qual é a chave – 2001
Lindo céu – 2003
Mais feliz 2005
Adriana Ao Vivo – 2007
Milagres – 2009
Jardim Secreto – 2009
Coisas que Vivi – 2011
Ser Mãe – 2013
Adriana Arydes Ao Vivo – 2014





ComVocação

ComVocação