Comvocação Extreme – Jovens agitam espaço destinado a prática de skate

Uma das novidades deste ano é o Comvocação Extreme, uma pista de skate street especialmente montada para reunir jovens praticantes do esporte. Com o título “Ser radical é ser de Deus”, o seminarista e coordenador do espaço, Luiz Roberto Souza, conhecido como Beto, afirma que o principal objetivo é a união das tribos. “Queremos divulgar as vocações para  os jovens de diversos grupos e o skate é um meio. O desafio aqui é mostrar que ser católico, ser jovem e ser de Deus, é uma coisa normal e importante.”

Praticante de skate há 15 anos, Beto conhece os jovens das pistas, disse que visita e anda junto com todos os jovens, sem distinção, e viu no Comvocação a oportunidade de criar um espaço radical e diferente.

Com mais de 100 competidores em dois dias, o Campeonato de Skate Street foi dividido em duas modalidades – Game of skate no sábado e Melhor linha, no domingo, ambos com participantes em duas categorias, iniciante e amador. Os três primeiros colocados nas quatro competições foram premiados com troféu, medalha e brindes cedidos por lojas apoiadoras. Nos horários em que não havia competição o espaço ficou livre para todos os jovens experimentarem a modalidade.

A jovem skatista Jeanne Ribeiro, 16, da Paróquia São Lucas Evangelista, em Carapicuíba, elogiou a iniciativa – “Skate e Deus tem tudo a ver, porque ser de Deus é uma aventura, e andar de skate também, a cada manobra superamos um desafio, então os dois combinam.”

Sustentabilidade e informação também chamaram a atenção dos participantes e espectadores. Uma exposição com placas posicionadas nas grades, traziam dados do esporte que atualmente mais cresce no Brasil. Com o crescimento, o descarte do skate ou partes dele, é uma preocupação, uma das placas informava em quanto tempo cada componente do skate leva para se decompor. “Estamos  quebrando o estereótipo que skatista é bagunceiro e drogado, nosso papel é se aproximar deles e fazer uma conscientização ambiental e espiritual”, finaliza o seminarista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *