Nossa Senhora, a mãe das vocações!

Estamos celebrando o Ano Mariano em comemoração aos 300 anos do achado da imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba do Sul, Nossa Senhora Aparecida, padroeira do nosso país. E como é bom refletir sobre Maria como uma mulher vocacionada de Deus, escolhida pelo criador para ser a mãe do seu Filho e mãe de todos os homens: “Mulher, eis teu filho! Eis a tua mãe” (Jo 19,26-27).

Sabemos que a vocação é um chamado de Deus que exige uma resposta. No cerne da vocação da Virgem Maria está o sim fiel e perseverante de uma pessoa que sempre teve o coração e a mente voltada para Deus. Eis aí o que alimenta o sim diário de todos os vocacionados, filhos e filhas de Deus, chamados a vocação comum da santidade e a uma vocação específica. Saber ter o coração uniforme e não dividido nos ajudará a manter perseverante e firme o sim ao chamado que Deus nos faz. E Nossa Senhora é o nosso grande modelo.

Opondo-se a desobediente Eva, que se deixou conduzir pela voz da serpente, Maria apresenta-se como serva fiel do Pai e mãe amável de Jesus e dos homens, conduzida sempre por Deus e somente a ele escutando. Pela sua obediência, fé e fidelidade ao Senhor cumpriu com discrição e excelência o seu papel como grande cooperadora no plano salvífico de Deus, pois com ela e o seu sim “cumprem-se os tempos e instaura-se a nova economia (da salvação), quando o Filho de Deus assumiu dela a natureza humana, para, mediante os mistérios da sua carne, libertar o homem do pecado” (LG 55). E ainda continua como intercessora dos homens junto ao seu filho Jesus, único mediador entre Deus e os homens. Além disso, a Virgem Maria é comparada a Abraão, pai da fé, por sua confiança cega em Deus.

Diz Santo Irineu: “pela obediência, ela tornou-se causa de salvação para si mesma e para todo o gênero humano”; e ainda: “O laço de desobediência de Eva foi desfeito pela obediência de Maria; o que a virgem Eva atou com sua incredulidade, a Virgem Maria desatou-o pela fé”. Com o seu sim livre a Deus na mensagem do Anjo, Maria contribuiu para a vida em detrimento da contribuição de Eva para a morte (cf. LG 56). E na liberdade de Maria, Bernardo de Claraval afirma que o céu e a terra suspenderam a respiração para ouvir o seu sim. (cf. Bento XVI. A Infância de Jesus, p. 37).

Nos diversos títulos da Virgem Mãe de Deus, também a chamamos de Nossa Senhora das Vocações, mãe dos vocacionados, todos os filhos e filhas de Deus. Que a nossa Mãe nos ajude no nosso sim e interceda junto a Deus para que não faltem operários à sua messe. Nossa Senhora das vocações, rogai por nós.

Fonte: Diocese de Osasco
Por Pe. Marcelo Fernandes de Lima - Assessor Diocesano do SAV




ComVocação

ComVocação